CearáDestaquesNacional

Apagão afeta Norte e Nordeste do Brasil nesta quarta-feira

Ministro de Minas e Energia e diretor da Chesf apontam causas distintas para o problema no fornecimento

Uma pertubação no Sistema Interligado Nacional (SIN) causou apagão no Ceará e em pelo menos outros 12 estados do Norte e Nordeste brasileiro. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), houve desligamento de 18.000MW, o que representa 22,5% da carga total do SIN naquele momento.

As causas de desligamento estão sendo investigadas. Com a queda de energia, os sistemas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do restante do País.

Causas

O diretor de Operações da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) informou que o problema foi causado por defeito na subeestação da usina hidrelétrica de Luiz Gonzaga, em Jatobá, interior de Pernambuco.

> Em cinco anos, Ceará registrou pelo menos 10 apagões

Já para o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o motivo seria a pane em uma linha do complexo de Belo Monte, no Pará.

Ceará

Em Fortaleza, moradores de vários bairros como Sapiranga, Papicu, Aldeota, Parque Manibura, Cidade dos Funcionários e Cidade 2000 informaram queda no serviço. Semáforos na Praia de Iracema, Aldeota, Bezerra de Menezes, Domingos Olímpio e Av. Beira-Mar ficaram apagados.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou que 670 semáforos, dos 850 de Fortaleza, apresentaram defeito. Os outros 180 seguiram funcionando com o auxílio de ‘nobreak’.

O Aeroporto Internacional Pinto Martins, na Capital, registrou 10 minutos sem energia. Estacionamento, escadas rolantes e elevadores ficaram sem operação.

Telefonia

Problemas com sinal telefônico foram registrados com o apagão. Ligações e uso de internet móvel foram prejudicados. Contactada pela reportagem, a Tim admitiu a dificuldade de alguns usuários para utilizar os serviços, mas que técnicos trabalham para normalizar a situação.

A Oi afirma não ter identificado nenhum problema, e garante estar operando com o auxílio de geradores. A Vivo informou que está apurando o caso. A Claro ainda não respondeu nosso contato.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook