DestaquesNacional

‘Lua de sangue’ é vista no Brasil na manhã desta quarta-feira pouco antes de eclipse lunar total

'Lua de sangue' pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna
Ipu Post

O fenômeno conhecido popularmente como ‘lua de sangue’ pôde ser observado em Santos, no litoral de São Paulo, logo após a ‘superlua’, no início da manhã desta quarta-feira (26). O registro foi feito minutos antes de um eclipse lunar total.

As fotos foram feitas pela fotógrafa Vanessa Rodrigues, em um ponto alto do bairro Boqueirão. Segundo ela, as imagens foram feitas às 6h15. O registro foi realizado minutos antes de um eclipse lunar total, que estava previsto para começar às 6h47 no Brasil.

'Lua de sangue' pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

‘Lua de sangue’ pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

'Lua de sangue' pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

‘Lua de sangue’ pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

Superlua

A ‘superlua’ ocorre quando a Lua está próxima de seu perigeu, ponto de sua órbita mais perto da Terra. No início da manhã desta quarta-feira (26), o Brasil pôde ver a fase inicial de um eclipse lunar total – quando Sol, Terra e Lua se alinham e nosso planeta faz sombra sobre o satélite. A fase total, no entanto, será mais difícil de assistir devido à luminosidade e por causa do próprio curso do fenômeno.

eclipse começou às 6h47, no horário de Brasília. A fase da umbra – quando a sombra do Sol começa a ser observada na Lua –, tem início às 7h44. Às 8h11, o satélite estará na fase total máxima, até às 8h25: 14 minutos. A fase parcial segue até às 9h52 e tudo termina às 10h49.

'Lua de sangue' pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

‘Lua de sangue’ pôde ser vista entre nesta quarta-feira (26) — Foto: Vanessa Rodrigues/Jornal A Tribuna

Lua de sangue

Além disso, em todo eclipse lunar total se observa a chamada “lua de sangue” – termo usado popularmente, mas não adotado tecnicamente pelos astrônomos, e que se refere ao tom avermelhado que a Lua assume quando entra na fase máxima de sombreamento. Essa mudança de cor é provocada pelos mesmos fatores que fazem o céu ser azul.

Nesta quarta-feira, a Lua assume essa tonalidade na fase total do eclipse. Sol, Terra e Lua ficam alinhados, e nosso planeta bloqueia a passagem dos raios solares até o satélite. A forma como a luz de cores vermelho e laranja é “desviada” ao passar pela atmosfera da Terra reflete na Lua, criando o tom da “lua de sangue”.

 
O fenômento da Lua de Sangue — Foto: Alexandre Mauro/G1

O fenômento da Lua de Sangue — Foto: Alexandre Mauro/G1

 

Fonte: G1 Santos e Região/ TV Tribuna

Comente com Facebook