CearáDestaques

Eclipse solar anular acontece neste sábado; confira o horário e dicas para ver o fenômeno

Foto: MCTI/Divulgação
Ipu Post

O melhor horário em Fortaleza para ver o eclipse solar anular, que acontece neste sábado (14), será entre 16h30 e 17h, mas o fenômeno deve durar cerca de três horas. Para contemplar, é preciso usar óculos especiais e deve-se evitar olhar diretamente para o eclipse. O g1 preparou um tira-dúvidas de tudo que você precisa saber sobre o evento.

O fenômeno só poderá ser observado novamente em 2045, conforme o membro da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros, Lauriston Trindade. Ele explicou ainda que existem três tipos de eclipses do sol: parcial, total e o anular.

 
O último eclipse anular aconteceu no estado em 1995 e o próximo aparece em 22 anos. O momento máximo, que é quando ele se torna angular, acontece por volta das 16h43 do sábado, no Ceará.
 
Lauriston alerta, no entanto, que a observação deve ser feita com segurança, já que o contato a olho nu pode causar prejuízos na visão, como catarata e até cegar.
 

A recomendação, ainda, é evitar usar exames de Raio-X e utilizar filme fotográfico antigo. Deve ser usado um óculos específico para observação ou um filtro de solda número 14, encontrado em lojas de material de construção, que custa em torno de R$ 3 a R$ 5. A poucos dias do fenômeno, a busca pelo item elevou preços em lojas de materiais de construção em Fortaleza. Nesta quinta-feira (12), o filtro tinha preços até três vezes mais altos que o normal.

De Fortaleza, o eclipse vai poder ser observado tranquilamente, já que é uma região sem serras. A Beira-Mar, point famoso nesses eventos, pode ser uma boa opção. “Para o restante do Ceará, é procurar fugir de regiões que tenham serras no pôr do sol”, disse o especialista, que mora na cidade de Maranguape e vai se deslocar para contemplar o fenômeno.

O fenômeno que ocorrerá é chamado de anular. Isso porque, mesmo nas cidades que forem contempladas pela visão plena do evento, o Sol ainda permanecerá minimamente visível na forma de um anel ao redor da sombra da Lua. Já os eclipses lunares não serão tão marcantes este ano, pelo menos para o Brasil.

Tecnicamente, o eclipse lunar parcial de outubro, por exemplo, passará por algumas cidades do litoral nordestino localizadas mais ao extremo leste da porção continental do país (além das Ilhas de Fernando de Noronha, Atol das Rocas e São Pedro e São Paulo).

 

Fonte: G1 Ceará

Comente com Facebook