CearáMundo

Ceará: pesca ameaçada por suspensão da importação pela UE

Ipu Post

O Ceará será profundamente afetado pela suspensão da importação de pescados de origem brasileira pela União Europeia (UE), que começa a vigorar no dia três de janeiro.

A decisão pode representar um golpe duro no desenvolvimento da economia do mar, uma das principais propostas do programa Ceará 2050, interrompendo as exportações de lagosta.

A decisão da UE, anunciada ao Ministério da Agricultura, foi motivada pela falta de adequação exigida depois de inspeção veterinária e das condições das embarcações pesqueiras. A esperança do governo e de empresários do Ceará é de reversão dessa decisão, mas falta uma mobilização maior do governo brasileiro.

O setor de aquicultura e pesca está apreensivo com a determinação e lamenta o abandono do governo federal em relação ao assunto. O secretário de Agricultura e Pesca, Euvaldo Bringel, acredita que é possível uma solução para o problema, mas lamenta a forma como o setor de pesca vem sendo tratado pela União. “Era para haver um plano de ação”, acrescenta.

O tratamento dado ao setor, segundo Euvaldo, deve-se ao fato de a pesca interessar a poucos estados no Brasil. “Apenas Ceará, Pará, Bahia, Rio Grande do Norte e Santa Catarina estão preocupados com o tema”.

PESCA

DISCUSSÃO SOBRE EXPORTAÇÕES

No início de janeiro deve ser realizado no Ceará um grande seminário para discussão da produção e exportação de pescados. A pesca é considerada uma das atividades com maior possibilidade de crescimento no Estado.

“Não é à toa que os nossos heróis são o vaqueiro e o jangadeiro”, afirma Euvaldo.

AGRICULTURA

MARCAS DE 2017

O ano 2017 deixará algumas marcas na agricultura cearense, como a perda de empresas de fruticultura para estados vizinhos, em função da suspensão das outorgas de água para irrigação. Embora o fato seja também lamentável, os próprios agricultores compreendem a decisão em função do quadro grave de estiagem.

A situação, entretanto, poderia ser evitada através de ações preventivas, já que a seca é uma situação recorrente na região. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec), engenheiro agrônomo Flávio Saboya, acredita que uma das soluções poderia ser a implantação do “seguro seca”, que cobriria os custos dos investimentos necessários em ocasiões com essa.

BENEFÍCIOS

INCLUSÃO NO SEMIÁRIDO

Apesar da situação dramática dos açudes e de perdas em alguns segmentos da agricultura, Saboya aponta conquistas importantes ocorridas neste 2017. A inclusão de 25 municípios na área do semiárido seria um dos fatos mais relevantes. Com a inclusão dessas cidades, a elas será possível receber crédito com juros menores, no comércio e indústria.

“A esperança agora é de um ano normal, com o abastecimento das grandes barragens”, destaca.

TCE

PERFIL MAIS TÉCNICO

A posse dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para o biênio 2018/2019 será no dia 9 de janeiro. Vale ressaltar que, dos quatro nomes eleitos, três possuem um perfil técnico, o que mostra uma evolução desse processo.

EUSÉBIO

ARRECADAÇÃO DE R$ 51,6 MILHÕES

A Prefeitura de Eusébio conseguiu de janeiro a novembro deste ano uma arrecadação de R$ 51,6 milhões. O crescimento foi de 2% comparado ao total obtido em 2016 (R$ 50,5 milhões).

É preciso ressaltar que nesse valor não consta nenhum repasse da União ou do Governo do Estado. No período também ocorreu uma queda considerável dos resultados do setor de serviços, atingido pela crise.

Pelo balanço da Secretaria de Finanças e Planejamento do Município, os números positivos da Prefeitura decorrem principalmente da implantação de novos sistemas fiscais e do Programa de Recuperação Fiscal, implantado pelo prefeito Acilon Gonçalves.

As nações marcham para sua grandeza ao mesmo passo que avança sua educação”

Simon Bolivar (1783-1830), líder político venezuelano

RÁDIO

O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5), a partir das 14 horas.Destaque para o quadro “Atacado e Varejo”, com o jornalista Eliomar de Lima.

FACEBOOK

Curta a nossa página: facebook/opovocbn

 

TV

Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/

opovoeconomia.

 

 

Fonte – O Povo Online

Comente com Facebook

Ipu Post