CearáDestaques

Cearense terá 8 dias de folga nos próximos 16 dias

São José e Jesus. (Foto: Reprodução)

Quando terminar o expediente desta sexta-feira, começará a maior temporada de feriadões antes das festas de fim de ano. Serão dois feriadões em três fins de semana. Nos próximos 16 dias, os cearenses terão oito dias de folga.

Imagem de São José com o Menino Jesus
(Foto: Reprodução)

Neste fim de semana, haverá o primeiro feriadão da sequência. Nesta segunda-feira, 19, é o feriado de São José, padroeiro no Ceará. A data é feriado na Capital por força da lei 8.796, de 9 de dezembro de 2003. Outros municípios nos quais a legislação estabelece feriado são:

– Aracati

– Aquiraz

– Caucaia

– Crateús

– Iguatu

– Limoeiro do Norte

– Maracanaú

– Pacajus

– Quixadá

– Sobral, entre outros

Há ainda municípios nos quais, mesmo sem decreto oficial, estabelece-se feriado pela tradição.

O fim de semana seguinte, 24 e 25 de março, não será prolongado. Porém, o domingo, 25 de março, também é feriado, o único de nível estadual. É a Data Magna do Estado, em homenagem ao dia da abolição da escravatura no Ceará.

No fim de semana seguinte será a Semana Santa. O feriado oficial é a Sexta-Feira da Paixão, 30 de março, fixado em Fortaleza também pela lei municipal .796/2003. Em escolas e repartições públicas, já há folga a partir da Quinta-Feira Santa. Na Justiça Federal, o período sem trabalho começa já na quarta-feira.

Feriados seguintes

No mês de abril, o único feriado será o de Tiradentes, dia 21, que cai num sábado. Depois de março, o próximo fim de semana prolongado será em setembro, no dia 7, quando se comemora a independência. Outro período de dois feriadões em um mesmo mês só em dezembro, com Natal e Ano Novo.

Polêmica

Descanso e lazer sempre bem-vindo para o trabalhador, os feriados causam polêmica sobre os impactos na economia. A indústria não produz, o comércio fecha ou tem custos extras para abrir. Em 2017, estimou-se que os prejuízos para o comércio no Brasil em função de feriados passariam de R$ 10 bilhões.

Por outro lado, serviços e turismo ganham. São setores econômicos centrais no Ceará. No último feriadão de 2017 antes das festas de fim de ano, o Estado recebeu cerca de 51 mil turistas.

Fonte: Redação O POVO Online

Comente com Facebook

%d blogueiros gostam disto: