CearáEsporte

Cearense Artur Silva vence 1ª etapa do Circuito Brasileiro de Surfe

Artur Silva faturou o primeiro lugar na Praia do Futuro. (Foto: Lima Jr)

Em um dia de boas ondas e forte emoções na Praia do Futuro, em Fortaleza, foi encerrada a 1ª etapa do Novo Surf, o Circuito Brasileiro de Surf Profissional. E quem acabou subindo no lugar mais alto do pódio foram o cearense Artur Silva e a carioca Taís Almeida.

O último dia do evento começou chuvoso e com fortes rajadas de vento que obrigaram a organização a fazer ajustes no cronograma, e os atletas a usarem todas as suas armas para conseguir avançar até as baterias mais importantes do evento, as finais.

Mulheres

Na grande final feminina, a torcida cearense viveria um drama desde o início da bateria, quando Larissa dos Santos seria traída por um erro de escolha que acabou lhe custando uma interferência, computada em cima da atleta Camila Cássia, e praticamente minando suas chances de vitória. Dali em diante, ela teria em seu somatório apenas a metade da pontuação de sua 2ª melhor onda. Era tudo o que a carioca Taís Almeida precisava para pôr em prática seu plano. Taís foi construindo sua vitória e travou com Camila Cássia um duelo à parte.

No fim, Taís comemorou o título da 1ª etapa do Novo Surf e a ponta do Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2019, levando ainda de quebra, um cheque de R$ 13.500. “Eu treinei muito e me preparei para isso, mesmo vindo de Saquarema, onde as ondas são bem diferentes das daqui. As condições da Praia do Futuro me surpreenderam”, analisou Taís.

SurfeSurfe
Taís Almeida superou a cearense Larissa dos Santos e foi campeã no CearáLima Jr.

Homens na água

Logo após as meninas, foi a vez de os homens caírem na água na grande final da categoria. O pernambucano Tiago Silva chegava à bateria como o único atleta a cravar os maiores somatórios até então. O paulista Marcos Corrêa foi à final com a confiança de quem havia avançado a maioria das baterias na 1ª colocação. O atual campeão cearense profissional, Charlie Brown, credenciou-se à decisão com apresentações de alto rendimento. E o também cearense Artur Silva não poderia estar mais à vontade competindo no “quintal” de sua casa.

Quando soou a sirene, o que se viu foi um verdadeiro espetáculo de surfe. Em pouco tempo, a final ficou nas mãos dos cearenses, em um duelo franco e direto. Contudo, foi Artur quem impressionou os árbitros arriscando em aéreos de backside para terminar o evento com o título de campeão, a liderança do circuito e o cheque de R$ 13.500.

“Deus me presenteou com a vitória e pude comemorar com minha família, meus alunos e meus amigos”, disse o campeão.

Fonte: DN

Comente com Facebook

%d blogueiros gostam disto: