CearáDestaques

Mais de 500 presos ligados a facções criminosas são transferidos após ataques no Ceará

Ônibus alvo de criminosos no Ceará FOTO: Fabrício Paiva
Ipu Post

Só nesta quinta-feira (26) cem presos devem ser remanejados, de acordo com o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque

 

Cem internos do sistema penintenciário do Ceará devem ser transferidos até o fim desta quinta-feira (26) entre unidades prisionais do Ceará. Os presos, ligados a facções criminosas, se juntarão aos 150 remanejados na quarta-feira e a outros 257 já realocados desde o começo da semana. Com isso, o número de preso realocados chega a 507.

O secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque informou que a decisão tem o objetivo de isolar os chefes do grupo que tem coordenado as ações criminosas no Ceará desde a última sexta-feira (20). 

“De ontem para hoje foram 150 presos [transferidos]. Hoje devemos movimentar mais 100 detentos do interior que estão diretamente ligados ao grupo que tem enfrentado o Estado. É o trabalho de inteligência intensificado e posto em prática”, afirma o secretário.

estado já contabiliza 85 ataques em 24 cidades até a tarde desta quinta-feira e 74 pessoas já foram capturadas, segundo a polícia.

Motivação

De acordo com André Costa, secretário da Segurança do Ceará, os presos não se conformam com o fim das “regalias” nos presídios do estado. 

“Tem um pequeno grupo de detentos trabalhando pra um grupo criminoso especificamente e eles estão revoltados, querem o retorno das regalias, querem que volte a ter visita íntima, querem que volte a ter tomada em cela. Por conta disso, eles estão incomodados, estão fazendo essas ações nas ruas, pessoas ligadas a eles. Essa é a motivação”, explicou Costa.

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook

Ipu Post