CearáDestaquesEsporte

Campeonato Cearense se fortalece como revelador de bons valores

Cléber se tornou artilheiro do Cearense e ganhou espaço no Ceará Pedro Chaves

O Estadual sempre foi celeiro formador de jogadores para os clubes locais. Na elite do futebol brasileiro, Ceará e Fortaleza monitoram certame com atenção e apostam em contratações de jovens destaques para o presente e o futuro

Historicamente, o Campeonato Cearense sempre se caracterizou por ser um torneio que reserva emoções especiais. Os duelos estaduais acirram a rivalidade local e tornam o certame atrativo sob diversos aspectos. Um dos principais pontos de destaque é a capacidade de revelação de talentos aos principais clubes do Estado. Em 2020, tanto Ceará como Fortaleza, que se preparam para mais um ano na Série A do Campeonato Brasileiro, dão provas que monitoram a competição para captar bons valores.

O objetivo principal de ambos, por óbvio, é a busca pelo título. Mas Alvinegros e Tricolores já perceberam que, para além da taça, podem extrair ainda outros frutos positivos da disputa estadual.

No caso do Vovô, a busca foi direta e vista de forma bem clara, considerando que o clube já acertou a contratação de dois dos principais destaques do Estadual 2020. Na semana passada, o Alvinegro fechou com o atacante Jacaré, do Caucaia, que marcou cinco gols no torneio e chamou atenção pela habilidade, dribles, velocidade e boa finalização nos jogos que realizou pela Raposa Metropolitana.

Além dele, o centroavante Cléber, do Barbalha, também foi contratado pelo Vovô. Com sete gols, ele é o artilheiro do Campeonato Cearense e chamou atenção por suas características, já que é um centroavante, tem 1,93m de altura e bom porte físico, com facilidade para desempenhar o papel de referência ofensiva, fazer pivô e disputar bola entre os zagueiros. Mesmo assim, tem também mobilidade e capacidade de jogar fora da área, abrindo espaços aos companheiros.

Ambos são vistos como apostas. Jacaré tem 20 anos, e Cléber, somente 23. O Ceará identificou potencial a ser explorado e acredita que, com uma melhor estrutura e suporte de desenvolvimento, ambos poderão garantir retorno técnico e até financeiro, em caso de uma negociação futura.

O Fortaleza também teve interesse na contratação dos dois jogadores, mas ambos acabaram fechando com o Alvinegro. Mesmo assim, o Tricolor também capta bons valores do Campeonato Cearense com os mesmos objetivos do rival. O clube está acertando a contratação do meia Tiaguinho, do Barbalha. Atleta de 20 anos deve ter 70% dos direitos comprados pelo Leão, os outros 30% seguirão com o clube interiorano.

Além deles, o jovem Wandson, do Atlético-CE, é outro exemplo de destaque desta edição do Estadual. Não somente pelos seis gols marcados em dez jogos realizados, que o tornam vice-artilheiro da competição, mas também por mostrar muita velocidade, habilidade e personalidade, que o tornam, aos 21 anos, uma boa revelação do certame estadual.

No caso de Wandson, a situação é um pouco diferente, já que o atleta foi revelado pelo Fortaleza e fez toda a sua formação nas categorias de base do clube.

Caucaia
Jacaré é artilheiro no Caucaia e também jogará pelo Ceará após o Cearense Lucas Barbosa

Casos antigos

Cléber, Jacaré, Tiaguinho, Wandson. Esses são os nomes da vez, mas não os primeiros a surgirem no Campeonato Cearense como destaques. Outros jogadores bem conhecidos dos torcedores alencarinos já despontaram no Estadual, provando que o olhar cuidadoso aos atletas da terrinha pode render bons frutos.

É o caso de um dos principais jogadores do atual elenco do Fortaleza. O volante Felipe, de 25 anos, foi contratado em 2015 após ter se destacado no Campeonato Cearense. Desde então, vem conquistando seu espaço no Tricolor e é titular absoluto do técnico Rogério Ceni.

O Leão do Pici apostou também em Edson Cariús, principal goleador do futebol cearense nos últimos anos. Cariús foi o artilheiro do Estadual em 2019, com dez gols marcados pelo Ferroviário, e nesta temporada já marcou dois gols.

Os exemplos fortalecem o histórico do Fortaleza de apostar em jogadores da terra. Foi assim também com o lateral-esquerdo/volante Eusébio, após destaque no Estadual de 2008, e em 1999, quando o clube deu oportunidade ao jovem Clodoaldo, que despontava nas categorias de base do clube.

No Ceará, o atacante Ciel é um caso de jogador que se destacou no Campeonato Cearense de 2008 e foi contratado pelo Alvinegro, clube que o projetou para o cenário nacional e fez Ciel, em sequência, deslanchar de vez na carreira.

Os casos evidenciam como o certame, mesmo que ainda seja visto por alguns torcedores como torneio que não deve ser prioridade para os clubes na temporada, tem grande relevância para a fomentação do futebol local e também para o surgimento de jogadores qualificados.

Disputar o Estadual representa, portanto, não somente importância aos clubes de menor expressão, que têm a possibilidade de surpreender para buscar vaga em competições nacionais, como a Copa do Brasil ou Série D do Campeonato Brasileiro.

Mas é também, aos atletas, a grande chance de visibilidade que eles possuem para que possam se destacar e buscar alçar voos maiores em suas carreiras.

Isso só ocorre pelo olhar atento que clubes de maior expressão dão ao torneio. Ao apostar e investir em jovens destaques do Campeonato Cearense, tanto Ceará como Fortaleza dão o claro recado de que monitoram a competição com atenção e garimpam potenciais talentos.

Jogadores cearensesJogadores cearenses
 

Fonte: DN

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: