Ceará

Duas mortes por coronavírus são confirmadas no Ceará pela Secretaria de Saúde

Os casos documentos são de pessoas idosas. Uma dos casos aconteceu em hospital público
 

O Ceará registrou os dois primeiros óbitos por novo coronavírus. A informação foi anunciada de forma oficial, na tarde desta quinta-feira (26), pelo titular da pasta, Dr. Cabeto, durante pronunciamento pelas redes sociais. Até o último informe epidemiológico do Governo, divulgado quarta-feira (25), o número de infectados era de 211.

 
“Tivemos os primeiros óbitos, tem dois documentados, são de pessoas idosas, um deles em hospital público e que, infelizmente, é uma vida que tem muita importância. Mas isso nos fortalece ainda mais para que a gente use o bom senso”.

Um dos casos, antecipado pelo Sistema Verdes Mares, envolve um homem de 72 anos, identificado como José Maria Dutra, que residia em Fortaleza. O idoso apresentava diabetes e faleceu por “insuficiência respiratória causada por uma infecção pulmonar por Covid-19”.

A morte ocorreu por volta das 2h, com sepultamento às 9h30, no Jardim Metropolitano, em Eusébio, na Grande Fortaleza. A rapidez no enterro atende à decisão da Justiça do Ceará, assinada no último dia 20, que proibiu a realização de velórios de eventuais óbitos da Covid-19.

Foi o quarto falecimento no Nordeste, sendo três em Pernambuco. Em fase crescente de contágio, o Ceará é o terceiro estado do Brasil com mais infectados, superado apenas por São Paulo e Rio de Janeiro. O primeiro caso cearense do novo coronavírus foi registrado no dia 15 de março, há 12 dias.

Prevenção no Ceará

Como medida para ampliar e preparar a rede pública de saúde contra o novo coronavírus, o Governo do Estado vai construir três hospitais de campanha e disponibilizar um total de 150 novos leitos.

Na Capital, epicentro de contaminados com a Covid-19, o prefeito Roberto Cláudio autorizou a construção de um hospital exclusivo para pacientes que testaram positivo. O equipamento receberá 17 enfermarias, com 12 leitos, em uma estrutura metálica de 3.500 metros quadrados.

A cidade também dispõe do Hospital Leonardo da Vinci, reinagurado no último domingo (22). O espaço é exclusivo para pacientes com o novo coronavírus e possui 230 leitos, 30 de UTI, e foi requisitado pelo Governo do Ceará para dar suporte a partir de confirmações da doença no Estado.

Vale ressaltar que os pacientes serão encaminhados aos dois locais através de uma central de regulação. Logo, não devem procurar a unidade, mas continuar se utilizando dos postos de saúde ou UPAs, como já indicado nos planos de contingência.

Até o dia 30 de abril, as UPAs do Dendê, do bairro Bom Jardim, do Vila Velha, do Jangurussu e do Itaperi receberão melhoria estrutural. Ao todo, serão 140 novos leitos nas unidades municipais.

Ajuda voluntária

O Conselho Estadual de Saúde do Ceará (Cesau), em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), realiza um Cadastro de Reserva de Voluntários para enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19). Os interessados atuarão, em caso de necessidade, em hospitais ou monitoramento de locais públicos. 

Para participar não é preciso ser da área da saúde. Basta não ser do grupo de risco: pessoas com mais de 60 anos, com doenças imunossupressoras, que estejam realizando tratamento de câncer, com diabetes ou insuficiência cardíaca. Para se inscrever é preciso enviar o currículo para o email: [email protected] Os aprovados receberão posteriormente instruções.

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: