Regionais

Grupo da Marinha e amigos levaram solidariedade as vítimas de enchente em Hidrolândia

GRUPO FORMADO POR MILITARES DA MARINHA DO BRASIL E AMIGOS DESTINAM ALIMENTOS, ROUPAS E REDE PARA ZONA RURAL DE HIDROLÂNDIA-CE.

A solidariedade é uma rotina entre os membros do Grupo Turma 1/90 e seus amigos. Quando chegou ao nosso conhecimento que a chuva e uma enchente devastaram parcialmente o município de Hidrolândia, no estado do Ceará, durante a madrugada do dia 25/03 deste ano, Militares da Marinha e Amigos deram inicio a uma campanha com o propósito de arrecadar alimentos, entre outras doações para os nossos de Hidrolândia.

O Planejamento seria mobilizar os Militares desse Grupo e Amigos durante três dias (26, 27 e 28/03/2020) e, no dia 29/03, levar todas as doações até a zona rural desse município, mas após divulgações de fotos e vídeos no momento que ocorria a distribuição no dia 29/02/2020, outros Militares aderiram ao propósito do Grupo, e também fizeram suas doações.

Diante de tal fato, no Domingo de Ramos, as ações na zona rural de Hidrolândia foram para entregar aos nossos irmãos tudo que arrecadamos após o dia 29/03. Ou seja, estivemos em Hidrolândia, por duas vezes, para entregar diversas doações (roupas, alimentos, rede).  No domingo de Ramos, 05/04/2020, as localidades agraciadas com essas doações foram Tabuleiro, Mulungu, Iguará e São João (Zona rural de Hidrolândia).

Enfim, um dos organizadores desse movimento, Suboficial da Marinha do Brasil e Fisioterapeuta Graciliano Martins, filho de Santa Quitéria-CE, falou com a equipe do IPUPOST para agradecer a Deus e Nossa Senhora Aparecida, ao mesmo tempo, ressaltou a importância da imprensa, Comercial Zé Maria, apoio logístico do Cosmo Mesquita e parabenizou a atitude de todos os doadores (Santa Quitéria-CE, Rio de Janeiro-RJ, Nilópolis-RJ, Natal-RN, Fortaleza-CE, Ubajara-CE, São Paulo-SP).
Santa Quitéria-CE, 05/04/2020

O quiteriense destacou a importância também das orientações do pároco da cidade de Hidrolândia, Emanuel Franklin  e Padre Diniz ex-pároco de Catunda, destacaram principais locais e necessidade dos moradores. Na maioria das fotos, Graciliano aparece em um quadriciclo, pois em determinados locais em decorrência do alagamento, somente desta forma daria para chegar.

Após dias da tragédia pela enchente no município localizado próximo de Santa Quitéria e Ipu, neste domingo de páscoa (12), as comunidades tentam voltar as suas normalidades após a devastação deixada para trás pelas águas oriundos do inverno de 2020.

 

Da Redação do Ipu Post
Diretor-Geral: Jardel Pessoa

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: