CearáDestaques

Prefeito cearense manda investigar fraude no cadastro do auxílio federal

O prefeito do Município de Orós (a 402Km de Fortaleza), Simão Pedro Alves Pequeno, determinou a abertura de uma investigação para apurar possíveis fraudes praticadas junto ao setor de Cadastro Único da própria prefeitura. Dezenas de pessoas estariam tentando burlar a lei para receber ilegalmente o  auxílio financeiro emergencial do governo federal por conta da pandemia do coronavírus e o estado de calamidade pública do país.
 
Através de uma portaria datada da última quarta-feira (15), o prefeito ordenou que fosse iniciada uma investigação sobre quem estaria utilizando o Cadastro Único da Prefeitura para incluir como beneficiados do auxílio federal pessoas que não se incluem no perfil de necessitados.  A fraude, se confirmada, se constitui em crime federal, pois os recursos são advindos dos cofres da União. A Polícia federal deverá ser acionada.
 
No documento, o prefeito cita as “várias manifestações em redes sociais, de profissionais ligados às mais diversas áreas, entre elas, a Educação, Assistência Social,  Advocacia etc, onde mencionavam, explicitamente ou implicitamente, a existência de pessoas cadastradas (ilegalmente) para perceberem o auxílio emergencial do Governo federal, nos termos da lei número 13.982/2020, após exposição, extra-oficial, da relação dos beneficiários do Programa Bolsa Família, que receberão o mencionado auxílio do Governo Federal”.
 
Fonte: CN7

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: