CearáDestaques

Covid-19: Ceará recebe mais 115 respiradores e 263 mil EPIs para reforço da saúde no Interior

Legenda: Os equipamentos chegaram à Fortaleza na tarde desta sexta-feira (17) e irão reforçar o combate ao vírus no interior do Ceará. Foto: Divulgação/Sesa
A carga chegou a Fortaleza na tarde desta sexta-feira (17) e faz parte do lote de 700 respiradores adquiridos pelo Governo do Estado.

O Ceará recebeu mais um lote de respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) comprados do exterior para reforço no combate à pandemia. O material chegou por volta das 14h da última sexta-feira (17), em Fortaleza. O destino principal, neste momento, são os municípios do interior do Ceará, atual epicentro da Covid-19A distribuição dos 115 novos ventiladores mecânicos e 263 mil EPIs seguirá os indicadores epidemiológicos de cada cidade

Os respiradores fazem parte do pacote, anunciado ainda em abril deste ano, adquirido pelo Governo do Ceará fora do País. Outros 500 ventiladores já estavam no Ceará, e mais 85 devem chegar até o fim deste mês, segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O Estado também comprou 50 respiradores produzidos no Brasil para reforçar o sistema de saúde cearense.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Sesa informou que os respiradores ainda precisam ser tombados para o posterior envio aos municípios. Além disso, a Pasta informou que a relação das cidades que receberão os equipamentos ainda está sendo fechada, devendo ser divulgada na próxima semana.

Legenda: Os respiradores fazem parte do pacote, anunciado ainda em abril deste ano, adquirido pelo Governo do Ceará.
Foto: Divulgação/Sesa

Reforço

A presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems), Sayonara Cidade, avalia como fundamental o reforço dos insumos, principalmente para os municípios de menor porte. “Esses respiradores que chegaram têm uma importância enorme para montagem das salas de estabilização, projeto iniciado em 2012 pelo Governo Federal. Agora, o governo do Estado tomou para si essa importância“, explica. 

Segundo Cidade, 61 municípios cearenses de pequeno porte contam com sala de estabilização. Outros 27 possuem hospitais intermediários. “São essas cidades que têm condições de ter salas de estabilização”, ressalta. A presidente do Cosems ainda explica que estas cidades menores possuem equipes capazes de gerir as salas de estabilização, o que possibilita estabilizar o paciente e fazer um transporte adequado e seguro até a unidade referência.  

Segundo ela, a partir do momento que um respirador chega ao município, ele é instalado em até três dias. Além disso, as equipes de saúde são preparadas tecnicamente, no menor tempo possível, para a utilização dos equipamentos: “Está acontecendo tudo ao mesmo tempo. É trocar o pneu com o carro andando”.

Região Norte

Nesta semana, o Estado finalizou a entrega de 300 respiradores prevista para a região Norte, que acumula mais de 36 mil casos confirmados do novo coronavírus e quase mil óbitos, segundo a Plataforma IntegraSUS, da Sesa. Os municípios de Sobral, Crateús, Tianguá, Ubajara e Camocim receberam, juntos, mais 57 respiradores, totalizando, com isso, 185 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na macrorregião de Saúde. A maior parte é destinada ao uso exclusivo no tratamento de pacientes com a Covid-19.

Sobral já soma quase 9 mil casos confirmados da doença e 268 óbitos, sendo o município do interior com maior número de confirmações. Os dados são do IntegraSUS, atualizados às 17h17 desta sexta-feira (17). 

O município recebeu 30 novos respiradores nesta semana, dos quais 10 foram para o Hospital Regional Norte, referência para casos de alta complexidade e para casos graves da Covid-19. Com isso, a unidade passa a ter 192 leitos exclusivos para atender pacientes com coronavírus, sendo 111 leitos de UTI e 81 leitos de enfermaria. Além disso, foram 10 ventiladores para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral; cinco para o Hospital do Coração, e cinco para o Hospital de Campanha de Sobral.

Outros 27 respiradores foram destinados aos municípios de Crateús (10), Tianguá (10), Ubajara (6) e Camocim (1)

“Foram distribuídos para o Hospital Regional e para os outros hospitais também. A região ainda tem muitos casos, o que preocupa, mas a maior incidência hoje é no Cariri, com epicentro em Juazeiro do Norte e Crato. Por isso a importância desses novos respiradores, que também chegaram em Campos Sales, Santana do Cariri, Lavras da Mangabeira, por exemplo”, explica Cidades. “Por conta desse reforço que vem sendo montado, vemos muitos casos no Cariri, mas não há um caos em termo de estrutura”.

Segundo o IntegraSUS, Juazeiro do Norte concentra 4.559 casos confirmados e 166 mortes; já Crato registra 1.973 confirmações e 35 óbitos, segundo a última atualização.

Dinâmica da pandemia

O acompanhamento da evolução ou queda de transmissão do vírus está sendo realizada de forma regionalizada, já que o comportamento da doença é diferente em cada região cearense. Neste cenário, as cidades do Cariri e Centro-Sul estão apresentando uma elevação no número de casos e, por isso, preocupam. “O Estado tem feito um esforço para aumentar essa estrutura. O que observamos é uma distribuição em tempos diferentes, o que de certo modo facilitou, porque nos deu tempo para estruturar as regiões”, pontua Cidades.

A Pasta ressalta que, desde o início da pandemia, já foram criados quase 3 mil leitos para uso exclusivo de pacientes com a Covid-19, sendo mais de 900 de UTI. 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: