DestaquesPolicial

Polícia Civil elucida assalto a gerente de banco em Hidrolândia; veja a lista dos denunciados

Após pouco mais de seis meses de investigação, a Delegacia de Polícia Civil de Santa Quitéria conseguiu chegar aos autores de um assalto cometido contra o gerente da agência do Bradesco no município de Hidrolândia. Seis pessoas foram denunciadas à Justiça pelo Ministério Público e tiveram decretadas as suas prisões preventivas. Destes, um foi morto e outro permanece foragido.

O caso
Em 24 de junho passado, no momento em que chegava a uma pousada onde ficava hospedado, Carlos Leorik Oliveira Lima foi vítima de um sequestro seguido de roubo. Os criminosos já estavam dentro do quarto e ele passou horas amarrado como refém, sob a mira de armas, enquanto levavam pertences pessoais e um carro, tendo sido libertado somente no dia seguinte quando foi encontrado por funcionários.
 
A investigação
Operações chegaram a ser deflagradas em Hidrolândia, que culminaram na apreensão de materiais que permitiram localizar uma organização criminosa ligada a roubos e tráfico de drogas. O suposto líder deste é Francisco Wlisses, que já se encontra preso e daria as ordens para os demais membros por meio de sua companheira Cirlândia Vieira.
 

Os acusados

 
  • Paulo Henrique Mesquita Félix, 28.
Atualmente se encontra preso no sistema penitenciário. Participou diretamente do roubo e foi preso em julho passado por policiais do Raio, em posse de uma pistola.
 
  • Antonio Igor Oliveira Silva, 28.
Também participou diretamente do roubo, tendo sido decretada a sua prisão preventiva. Entretanto, em julho, foi executado a bala dentro de casa em Hidrolândia.
 
  • Cirlândia Vieira de Siqueira, 22.
Esposa de Francisco Wlisses, era quem repassava as ordens do marido para os demais integrantes. Foi presa em novembro por policiais do Raio, em Caucaia.
 
  • Yara Kelly Arruda dos Santos, 28.
Esposa de Paulo Henrique, estava de posse do celular da vítima, tendo sido o aparelho localizado na cidade de Pacatuba, onde foi presa também por participação no fato, por meio de mandado preventivo.
 
  • Francisco Wlisses Martins de Siqueira e Cavalcante, 27.
Suposto líder da quadrilha, ele já estava preso por conta de um assalto a casa lotérica e renovada a sua prisão preventiva por comandar o roubo. 
 
  • Antônio Ibergson de Sousa Xavier, 30.
Residente em Hidrolândia, entretanto, é considerado foragido da Justiça. Contra ele, já há o mandado de prisão preventiva.

 

Fonte: A Voz de Santa Quitéria

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: