Policial

Polícia Civil prende homem apontado como chefe do tráfico de drogas em Fortaleza

Um plano de fuga para o Rio de Janeiro frustrado e o homem apontado como um dos chefes do tráfico de drogas na “Comunidade do Jagatá” no Conjunto Palmeiras preso. Esse foi o saldo de uma ofensiva policial realizada, nesta terça-feira (12), pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do 30º Distrito Policial e da equipe da Dissuasão Focada do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC). A prisão ocorreu em uma residência no bairro Conjunto Palmeiras, na Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3) de Fortaleza.

Julio Cesar Moreira da Silva (22), o “Julinho Jagatá” ou “Julinho Palhaço”, que já responde por roubo do tipo “saidinha bancária”, crime contra a administração pública e tráfico de drogas, foi capturado em uma residência na Rua Sidney Rose, no Grande Jangurussu. No momento da abordagem, o homem não reagiu à ofensiva policial. Contra ele existia um mandado de prisão preventiva em aberto pelo crime de tráfico de drogas.

Conforme as investigações, Julio Cesar é integrante de um coletivo criminoso atuante na “Comunidade do Jagatá” e nos bairros Conjunto Palmeiras e Jangurussu. O homem também é investigado pela prática de homicídios ocorridos na região. Em dezembro do ano passado, ele trocou tiros com a Polícia após uma ação da delegacia distrital. Com a pressão por sua captura, após sucessivas ações da PCCE em busca de seu paradeiro, o homem já planejava fuga para o Rio de Janeiro, porém, antes do plano ser concretizado, ele foi preso e deverá responder pelos seus crimes ainda em solo cearense.

Ações anteriores

No dia 18 de dezembro, os policiais civis apreenderam mais de 15 quilos de drogas, além de uma munição de fuzil e outros materiais. Um homem suspeito de integrar o coletivo criminal foi preso em flagrante com o material. Ele foi identificado por Caio Ferreira Castro (18). No total, foram apreendidos mais de 15 quilos de maconha, uma munição não deflagrada de fuzil calibre 556, um carregador de pistola 380, uma balança de precisão, um celular e outros materiais comumente utilizados para o preparo da droga. Caio foi levado ao 30° Distrito Policial (DP), onde foi autuado em flagrante por trafico de drogas e por integrar organização criminosa.

Já no último dia 6 de dezembro, os policiais civis localizaram 158 munições de calibres 12, .40 e .380 e quase três quilos de maconha e cocaína. O material ilícito é atribuído ao grupo criminoso que “Julinho Jagatá” integra, conforme levantamentos policiais. Na ocasião da apreensão, o suspeito trocou tiro com os policiais civis do 30º DP e conseguiu fugir.

Denúncias

A Polícia Civil mantém as investigações no sentido de identificar outras pessoas suspeitas de envolvimento com atividades ilícitas na região, bem como capturar o alvo inicial da apuração. A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número (85) 98865-2158, que é o WhatsApp do 30° DP, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Estratégia e inteligência

Uma das principais diretrizes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) é o fortalecimento da inteligência e da integração entre as vinculadas, objetivando a redução dos indicadores criminais, especialmente os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Semanalmente, o secretário da SSPDS, Sandro Caron, se reúne com os demais membros da alta cúpula da Segurança Pública e com os representantes das Áreas Integradas de Segurança do Estado no intuito de alinhar as estratégicas de combate a esses crimes em território cearense, sejam elas preventivas ou ostensivas, com rápidas respostas a crimes ocorridos no Estado.

 

Fonte: SSPDS

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: