Mundo

Ataque russo mata 17 pessoas em Zaporizhzhia, diz Ucrânia

Ipu Post

Segundo as autoridades ucranianas, a ofensiva teria partido da Rússia.

Bombeiros trabalham nos escombros de um edifício residencial que foi danificado após um ataque russo em Zaporizhzhia, na Ucrânia. — Foto: AP Photo/Leo Correa

Segundo a agência de notícias Associated Press, os mísseis que atingiram Zaporizhzhia durante esta noite danificaram pelo menos 20 casas e 50 prédios de apartamentos. Pelo menos 40 pessoas também foram hospitalizadas.

As explosões também chegaram a desmoronar parcialmente um edifício. Os militares ucranianos confirmaram o ataque, citando dezenas de baixas.

“Mais uma vez, Zaporizhzhia. Novamente, ataques impiedosos contra civis, visando prédios residenciais, no meio da noite”, disse o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy, em uma postagem numa rede social.

 

Resumo:

 

  • A guerra na Ucrânia vive uma escalada nas últimas semanas, com áreas então ocupadas por russos sendo retomadas por ucranianos (assista ao vídeo abaixo).
  • Países do Ocidente tem prestado auxílio militar e estratégico a Kiev.
  • Como resposta, em 21 de setembro, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou a convocação de 300 mil reservistas para lutarem na guerra.
  • Dias depois, Moscou organizou um referendo que questionou cidadão ucranianos em regiões ocupadas por russos – Kherson, Zaporizhzhia, Luhansk e Donetsk – sobre se queriam se separar da Ucrânia e se anexar à Rússia.
  • Putin anunciou vitória na consulta pública e assinou, em 30 de setembro, a anexação dos quatro territórios, que equivalem a 15% do território ucraniano.
  • A Organização das Nações Unidas e a comunidade internacional não reconhecem a anexação.
  • Mesmo com a anexação anunciada pelos russos, ucranianos estão retomando áreas e levando à fuga de soldados da Rússia.
  • Neste último sábado (8), a única ponte que liga a Rússia à península ucraniana da Crimeia, anexada por Moscou em 2014, foi atingida por explosões. Moscou trata o caso como um incidente. A rota é muito importante para o transporte militar dos russos.

 

Áreas retomadas pela Ucrânia

 

Neste sábado (8), Moscou também trocou o chefe das forças russas que lutam na Ucrânia. O general do Exército Serguei Surovikin foi nomeado comandante do agrupamento.

A decisão da troca de comando acontece após uma série de ofensivas ucranianas nas últimas semanas. 

 

Fonte: G1

Comente com Facebook

Ipu Post