DestaquesIpuNotícias da Ibiapaba

Mais de 120 mulheres procuraram a Delegacia de Ipu em 2023 para pedir medidas protetivas

FORTALEZA, CE, BRASIL, 02-08-2016: Detalhe de boletim de ocorrência de vítima de violência doméstica. Reportagem - Dez anos da Lei Maria da Penha, vítima de violência doméstica. (Foto: Camila de Almeida/O POVO)
Ipu Post

A Delegacia Municipal de Ipu distribuiu 121 Medidas Protetivas de Urgência no ano de 2023, em média, uma a cada 3 dias.

A Delegacia Municipal de Ipu (CE) distribuiu 121 Medidas Protetivas de Urgência previstas na Lei Maria da Penha em 2023. Em média, a cada 3 dias uma mulher procurou a Delegacia para requerer a medida que serve como afastamento do agressor envolvendo qualquer um dos cinco tipos de violência elencados na lei (violência psicológica, física, sexual, patrimonial e moral).

Das 121 Medidas Protetivas distribuídas, 14 foram convertidas em Inquérito Policial ou Termo Circunstanciado de Ocorrência. Outras 5 medidas geraram prisões em flagrante ou representações por prisão preventiva uma vez que os agressores não cumpriram às restrições impostas pela lei.

O delegado titular da Delegacia de Ipu, Dr. Erick Daniel, destacou a importância da conscientização sobre a Lei Maria da Penha. “É importante que as mulheres saibam que têm direitos e que podem recorrer à polícia para se protegerem da violência doméstica”, disse.

A Lei Maria da Penha é uma legislação brasileira que visa coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. A lei foi sancionada em 7 de agosto de 2006 e é considerada uma das mais avançadas do mundo no combate à violência contra a mulher.

 

Fonte: Ipu Notícias

Comente com Facebook