Mundo

Presidente do Nacional diz que, se vencer Mundial, dedicará à Chape

Juan Carlos de la Cuesta não descarta empréstimo de jogadores e festeja torcida de brasileiros pelo clube colombiano: “Muito bom para nós essa aproximação”

Atencioso com os torcedores e lúcido nos comentários, Juan Carlos de la Cuesta, presidente do Atlético Nacional, concedeu entrevista após a vitória da equipe sobre o Millionarios neste sábado por 3 a 0, que garantiu a vaga na semifinal do Campeonato Colombiano. Ele se mostrou feliz pela aproximação com os brasileiros e disposto a continuar uma relação estreita com a Chapecoense, sem descartar “no futuro” até empréstimo de jogadores para colaborar com a recuperação do clube catarinense.

Ele afirmou que o desastre em Medellín teve impacto na atuação da equipe no Atanasio Girardot e que era um dia de mais homenagens à equipe brasileira. E prometeu dedicar um eventual título do Mundial Interclubes à Chape:

– Tomara! Se formos campeões, claro que dedicaríamos à Chapecoense esse triunfo.

Juan Carlos de la Cuesta, presidente do Atlético Nacional, da Colômbia (Foto: Mauricio Oliveira)Juan Carlos de la Cuesta, presidente do Atlético Nacional, da Colômbia (Foto: Mauricio Oliveira)

Confira os melhores trechos da entrevista de Juan Carlos de la Cuesta:

Jogo

– É triste para nós a situação que se apresentou, a sentimos como própria. O dia de hoje era de novas homenagens à Chapecoense. E, graças a Deus, tivemos um bom resultado, deixamos uma saudação especial às famílias. Fazemos uma homenagem aos brasileiros e esperamos que esta dor profunda seja curada com o passar do tempo.

Ocorrido com a Chape deu mais garra ao Atlético?

– Creio que sim, porque a equipe estava muito triste pela situação, primeiro pela tragédia tão grande e depois por não disputar a final, mas a equipe estava descansado há 10 dias para competir nesse momento. Queríamos classificar à fase seguinte primeiro diante de um rival como Millonarios e por outro lado para também render uma homenagem à Chapecoense.

Torcida de Brasileiros

– Recebemos muitas mensagens de solidariedade de torcedores do Brasil e de outras partes do mundo. Eles agradeciam pelo gesto que tivemos com Chapecoense e as vítimas. Creio que qualquer equipe ou qualquer outra pessoa fariam o mesmo. Mas é muito bem-vindo, e estamos prontos para receber torcedores e o apoio de todo mundo. O clube Atlético Nacional é uma empresa (não entendo) e trabalha muito nos temas social e cultural para ajudar a todos que necessitam.

Expectativa para o Mundial

– Trabalhamos como um clube esportivo, mas como uma empresa. Temos uma direcionamento estratégico, uma missão e uma ambição onde focamos todos nossos objetivos estratégicos falando mais de forma empresarial. É uma plataforma esportiva que nos permite ter muitos bons jogadores, ter a captação de fazer jogadores jovens, e temos um corpo técnico muito bom para ter uma metodologia de trabalho organizada.

Estamos tristes pela situação da Chapecoense, mas temos que disputar o Mundial.  Acho que a partida de hoje, ante a um grande rival, nos motiva muito para nos prepararmos, porque queremos o Mundial de Clubes.

Segundo time dos brasileiros?

– Muito bom para nós essa aproximação com o povo brasileiro. Temos uma grande admiração por esse país, as pessoas são muito amáveis e gostam de futebol, como nós. É muito gratificante e uma alegria.

Título da Copa Sul-Americana

– Já fizemos a solicitação de que o título fosse entregue à Chapecoense, mas isso é responsabilidade da Conmebol. Queremos que o título seja cedido à Chapecoense. Creio que merecem, e que nós possamos lutar pelo título da Sul-Americana, mas nesse momento quero que recebam aqui, no céu e que possam desfrutar.

Amistoso com Chape?

– A ideia é que a relação continue não só num amistoso, mas queremos ajudar aqui da Colômbia para que Chapecoense siga sua senda de triunfos.

Empréstimos de atletas à Chapecoense

– Vamos esperar contatos. Queríamos primeiro atender a toda essa situação para que todos voltassem bem. No futuro podemos conversar e ver como podemos colaborar.

 

Fonte: Globo Esporte

Comente com Facebook