CearáEsporteNacional

Ceni vibra com título inédito do Nordeste e declara amor ao Fortaleza: “Me sinto bem”

Ceni ergueu a taça da Copa do Nordeste ao lado do presidente tricolor Marcelo Paz Foto: Thiago Gadelha

Técnico conquistou o terceiro título em 18 meses no comando do Leão

 

“Gratidão”. Foi assim que Rogério Ceni explicou a relação com o Fortaleza. Com a conquista da Copa do Nordeste sobre o Botafogo/PB, nesta quarta-feira (29), o técnico garantiu o terceiro título consecutivo em 18 meses de trabalho no Pici e se sagrou o maior comandante da história tricolor. A afirmação carrega, sim, o peso de um clube centenário e ganha relevância com a dimensão das taças erguidas nas duas últimas temporadas: Série B do Brasileiro e Campeonato Cearense.

Após ganhar o Nordestão, Ceni afirmou: “O Fortaleza está na minha história assim como eu estou na do clube”. A declaração é sútil, mas expressa o carinho de um ex-jogador que construiu a carreira no São Paulo e teve as portas abertas no Tricolor de Aço para se lançar como técnico, abranço um novo projeto de idolatria. Dessa vez, à beira do gramado.

“Gosto de futebol, de desafios, no Fortaleza eu me sinto muito bem. Gosto muito do grupo de atletas, compram uma ideia e executam”, afirmou o comandante que ganhou três títulos dos quatro que disputou – excessão para o vice-estadual de 2018.

Mesmo no topo, o apetite por taças é insaciável. Ceni é sinônimo também de trabalho. E por isso o clube não retorna para a capital cearense após se sagrar campeão do Nordeste. Evita o desgaste, descansa em João Pessoa e viaja direto ao Rio de Janeiro, onde enfrenta o Flamengo no Maracanã, às 16h, sábado (1º), pela sétima rodada da Série A do Brasileiro.

 

Fonte: DN

Comente com Facebook