CearáEsporteNacional

Torcida comemora título regional nas ruas de Fortaleza e na Paraíba

O torcedor do Leão invadiu o Almeidão em João Pessoa para ver o Tricolor campeão do Nordeste THIAGO GADELHA

O torcedor do Leão que festejou recentemente os títulos da Série B e do Estadual, comemorou mais uma conquista, agora da Copa do Nordeste, tanto nas ruas de João Pessoa, local do jogo, quanto nos bares de Fortaleza

 

Era difícil para a torcida esconder a ansiedade e a expectativa pela conquista de mais um título do Fortaleza, mas após o apito final no Estádio Almeidão, na Paraíba, a galera leonina pôde comemorar mais uma conquista, a terceira em seis meses, uma feliz rotina tricolor.

Depois da vitória por 1 a 0 na Arena Castelão, na ida, o Leão jogava por um empate ontem em João Pessoa para ser campeão do Nordeste pela 1ª vez, e fez mais, vencendo de novo por 1 a 0, com um gol de Wellington Paulista, consagrado após os dois gols das finais.

E a torcida leonina não só compareceu em peso a João Pessoa, como se mobilizou nos bares de Fortaleza para acompanhar mais uma conquista leonina. 
Na Paraíba, foram 1.800 torcedores do Tricolor do Pici apoiando a equipe durante todo o jogo e comemorando demais após o apito final.
Nos bares de Fortaleza, a festa também foi grande. Após o apito final, fogos podiam ser ouvidos e nos bares temáticos do clube era só festa.

O torcedor Gutemberg Paz era só alegria com mais um título do Leão. “A expectativa era enorme, o Leão conseguiu mais uma taça. Vamos esperar a taça chegar para bater foto. O Rogério Ceni veio para fazer história no Fortaleza, no futebol nordestino”.

Nota triste
Apesar de muita festa pelo título, a torcida leonina também vivenciou momentos de tensão, dentro e fora do estádio. 
Fora, um grupo de torcedores do clube foi atingido por uma bomba caseira e dentro do estádio, um rojão foi arremessado em direção aos torcedores do Fortaleza, que revidaram com pedras e outros objetos. Depois, policiais usaram balas de borracha contra a própria torcida tricolor.

 

Fonte: DN

Comente com Facebook