CearáDestaques

Volume do açude Castanhão sobe quase um metro em 24 horas

Açude Castanhão (Foto: Júlio Caesar/O POVO)
Também houve boas recargas em outros reservatórios da região jaguaribana
 

Sofrendo com sucessivos baixos aportes nos últimos oito anos (2012-2019), o açude Castanhão recebeu 40 milhões de metros cúbicos (m³) de água e subiu 0,98 metro em apenas 24 horas. Os números são da Gerência Regional da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) da bacia do Médio e Alto Jaguaribe.

Com o aumento de quase 10% no volume, atualmente o açude tem 440,3 milhões de m³, o que representa 6,57% da capacidade. O Castanhão atingiu seu maior nível em 2004.

Na região jaguaribana, também foram consideráveis os aportes do dia nos açudes Figueiredo (Alto Santo), com 57,5 mil m³; Ema e Canafístula (Iracema), com 27,2 e 20 mil m³, respectivamente.

Entre sábado e domingo, choveu em 64 municípios, conforme monitoramento da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). As maiores precipitações aconteceram em Guaraciaba Do Norte, com 84 milímetros (mm), Amontada (Posto Jacuipe Nascente), com 72 mm, e Nova Russas, também com 72 mm.

Reservatórios do Ceará

Na última quarta-feira, O POVO noticiou que um terço dos açudes chegara à capacidade máxima. Ou seja, 54 dos 155 reservatórios monitorados pela Cogerh tinham 100% da capacidade. Cinquenta e dois seguem nesta categoria.

Há quatro dias, eram 76 açudes em estado crítico, com menos de 30% da capacidade de armazenamento. Neste domingo, 22, os números são melhores: 69 reservatórios. A situação mais grave está ainda nas bacias do Banabuiú e Alto e Médio Jaguaribe.

No acumulado deste ano, a recarga já chega a 1,4 bilhão de metros cúbicos. Araras, Castanhão e Orós estão entre os mais importantes do Estado e têm recebido aportes consideráveis.

 
 
Fonte: O Povo Online

Comente com Facebook

%d blogueiros gostam disto: