DestaquesEsporte

Ceará sofre apagão e perde por 3 a 0 para o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil

Legenda: Scarpa abriu o placar para o Porco Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Vovô levou os três gols em menos de 10 minutos no 1º tempo

Ceará perdeu para o Palmeiras por 3 a 0 nesta quarta-feira (11), pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Allianz Parque. Os gols foram marcados por Gustavo Scarpa (1ºT, 34′), Raphael Veiga (1ºT, 37′) e por Gabriel Veron (1ºT, 39′). A partida de volta ocorre na quarta-feira (18), às 19h, na Arena Castelão.

O jogo

O Allianz Parque foi castigado por chuva forte em boa parte do 1º tempo, que teve um Palmeiras de Abel Ferreira envolvente mesmo com pouca intensidade sobre o Vovô de Guto Ferreira. Mesmo com oito desfalques, o time paulista dominou os visitantes, com 11 finalizações contra nenhuma alvinegra.

O Ceará não conseguia emplacar uma sequência de passes no campo ofensivo e foi fraco na marcação pelo lado direito, bem aproveitado por Scarpa (improvisado na lateral esquerda) e por Veron. O jogo alvinegro se resumiu em afastar as chegadas pelas pontas do Verdão.

A pressão do Vovô foi ineficaz e o Palmeiras mantinha as linhas altas. O 1º gol veio após falhas de Felipe Silva e de Eduardo na área, sobrando a bola para Scarpa pela esquerda. Meia finalizou e bola explodiu na trave antes de morrer nas redes de Prass aos 34 minutos.

O Alvinegro mal teve tempo de se recuperar e o Palmeiras chegou novamente aos 37 minutos. Danilo lançou para Veron pela esquerda, o meia-atacante tocou para o centro da área, onde Lucas Lima e William deixaram passar para Veiga finalizou de canhota no canto direito de Prass.

 

Legenda: Veiga marcou o 2º
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

 

O apagão do time de Guto continuou e o Porco aproveitou para ampliar aos 39. Zé Rafael tocou para Veron pela esquerda, o meia-atacante puxou para direita e finalizou de curva, marcando o 3º em menos de 10 minutos.

Guto precisava reagir no 2º tempo e fez quatro alterações durante o intervalo: Leandro Carvalho, Felipe Vizeu, Lima e Wescley. As mudanças melhoraram o ritmo alvinegro no meio campo, mas não o suficiente para de fato agredir o Palmeiras, que baixou as linhas e explorou os contragolpes.

Na reta final, um pênalti de Renan foi marcado em Leandro Carvalho, mas o árbitro revisou o lance no monitor do VAR e anulou a cobrança.

 

Fonte: DN

Comente com Facebook

É proibida a reprodução do conteúdo desse site.
%d blogueiros gostam disto: